Marca do CRQ para impressão
Disponível em <https://crqsp.org.br/live-discute-manutencao-da-qualidade-do-ar-interno/>.
Acesso em 20/07/2024 às 16h06.

Live discute manutenção da qualidade do ar interno

Live discute manutenção da qualidade do ar interno

Legislação e gerenciamento para garantir a qualidade do ar em ambientes fechados foram abordados

27 de novembro de 2023, às 17h26 - Tempo de leitura aproximado: 3 minutos

Os profissionais que conduziram a apresentação desta tarde

 

O CRQ-IV/SP promoveu nesta segunda feira uma live em seu canal do YouTube sobre formas de garantir a qualidade do ar interno, com dois palestrantes convidados. O mediador da live foi Charles Domingues, Químico graduado em Gestão Ambiental e Membro da Câmara Técnica de Meio ambiente do CRQ-III, do Rio de Janeiro.

 

Gestão e monitoramento do ar

 

A primeira palestra foi com Leonardo Cozac, Engenheiro Civil e especialista em qualidade do ar interno certificado pelo American Council for Accredited Certification, que falou sobre Sistema de Gestão para Qualidade do Ar interno.

Ele abordou a importância de cuidarmos do ar, já que respiramos cerca de 10 mil litros de ar por dia, um volume considerável, e passamos em média 90% do tempo em ambientes fechados. Mostrou dados do SUS sobre doenças do aparelho respiratório, que têm picos de alta em maio e junho, quando as temperaturas caem e as pessoas ficam mais tempo em ambientes fechados.

Cozac comentou também sobre a nova norma ABNT NBR ISO 16.000-40, que explica como montar um programa de gestão de qualidade do ar interno. A norma brasileira sobre os padrões do ar em ambientes internos é regulada pela ABNT NBR 17037, que versa sobre a qualidade do ar interior em ambientes não residenciais climatizados artificialmente e confere padrões referenciais. Essa norma prevê testes semestrais da qualidade do ar interno para garantir sua qualidade. A seguir ele abordou o papel dos químicos e dos engenheiros nesta área.

 

A bactéria Legionella

 

A bactéria que se propaga em água tratada. Ilustração: Anolytech.com

 

O segundo palestrante, Marcos Bensoussan, falou sobre o tema Prevenção à bactéria Legionella e sua relação com a qualidade do ar interno. Ele é Engenheiro Químico, especialista em tratamento de água e há mais de 45 anos participa de vários comitês técnicos no Brasil e exterior.

Bensoussan iniciou sua fala abordando os primeiros casos registrados dessa bactéria, em 1965, nos Estados Unidos, as mortes causadas e suas formas de propagação por meio da água tratada, frisando que por este motivo ela é uma das bactérias que se manifesta predominantemente em países desenvolvidos. As bactérias Legionella se alojam em canalizações de águas limpas e até mesmo em torres de resfriamento no topo de prédios, que podem levar essas partículas a uma distância significativa, contaminando o ar e prédios vizinhos.

O especialista falou sobre os processos de refrigeração e o perigo da ocorrência de corrosão e incrustação nas tubulações de água, que favorecem a proliferação da Legionella.

A seguir ele citou a legislação aplicada para minimizar os riscos de contaminação pela bactéria, como a Norma Técnica ABNT NBR 16824, que trata especificamente da prevenção da legionelose. Esta norma traz princípios gerais, orientações e trata da importância de ser feita uma avaliação de risco em cada prédio onde haja climatização.

Bensoussan ressaltou a importância de as normas técnicas serem muito bem observadas, o que deve ser feito por pessoal especializado na avaliação de risco e na segurança da água. Ao final ele fez uma comparação entre a mortalidade do Covid-19 e a causada pela legionella, e até mesmo as formas de tratamento das duas doenças, sendo a Covid causada por vírus e a legionelose causada por bactéria.

Para quem quiser se aprender mais sobre o problema ele citou o livro eletrônico Legionella – Como uma Bactéria Mudou e Muda Nossas Vidas! que pode ser baixado gratuitamente em http://legionellaespecialistas.com.br. O palestrante é um dos autores do livro.

Cerca de 100 pessoas assistiram a live no momento da transmissão. Ao final, os dois palestrantes responderam às perguntas dos participantes.

 

Compartilhar