Marca do CRQ para impressão
Disponível em <https://crqsp.org.br/seminario-destaca-potencial-do-gas-natural-para-impulsionar-industria-quimica/>.
Acesso em 17/04/2024 às 05h34.

Seminário destaca potencial do gás natural para indústria química

Seminário destaca potencial do gás natural para indústria química

CFQ participou do encontro em Brasília

7 de julho de 2023, às 14h45 - Tempo de leitura aproximado: 3 minutos

 

Nessa quarta-feira (5), o Sistema CFQ/CRQs marcou presença no seminário Gás natural, Química, neoindustrialização e geração de empregos, realizado pela Frente Parlamentar da Química (FPQuímica), na Câmara dos Deputados. O evento reuniu representantes do setor químico, parlamentares e autoridades governamentais visando discutir o potencial do gás natural para impulsionar a indústria e a economia brasileiras.

Durante o seminário, a presidente do Instituto Nacional do Desenvolvimento da Química (IdQ), Juliana Marra, evidenciou a importância de tratar todos os setores e atores do mercado de gás natural de forma igualitária, garantindo condições equânimes de preço, disponibilidade e concorrência.

“Não se pode fazer distinção entre os elementos da cadeia de petróleo e gás. Produtores, distribuidores, transportadores e consumidores devem ser tratados de maneira igualitária. É preciso ainda que as políticas públicas elaboradas pelo poder público tenham uma abrangência nacional e sejam transversais”, reforçou Marra.

O secretário de Desenvolvimento Industrial, Comércio, Serviços e Inovação do Ministério da Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), Uallace Moreira Lima, representante do governo federal, enfatizou o papel transversal do setor químico e do gás natural na agenda da indústria, especialmente em relação ao adensamento das cadeias produtivas e à soberania nacional. Ele destacou a necessidade de uma política industrial estrutural que promova a transformação das estruturas produtivas do país e permita a superação da armadilha da renda média, visando o desenvolvimento e a inovação.

Sustentabilidade no setor químico

André Passos, presidente-executivo da Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim), ressaltou a sustentabilidade do setor químico brasileiro, afirmando que o Brasil é reconhecido internacionalmente como a indústria química mais sustentável do mundo. Passos salientou a importância de aproveitar o potencial do gás natural como insumo e fonte de energia na produção de produtos químicos, contribuindo para uma matriz energética mais limpa e impulsionando o uso de fontes renováveis.

“O Brasil precisa fazer essa transição para a questão do insumo consumido pela indústria, pela cadeia química, como matéria-prima e como fonte de energia dentro das próprias unidades produtivas. Então, este é um avanço que a gente precisa fazer aqui no Brasil, para continuar o desenvolvimento que nós temos na nossa matriz energética”, acrescentou Passos.

Durante o seminário, também foi discutida a importância da regulação do gás natural para garantir a harmonia e a equidade de custos em todo o território nacional. Os participantes acentuaram a necessidade de diálogo entre os parlamentares e os governos regionais, bem como o apoio à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) na regulamentação do setor.

No encerramento do evento, o presidente do CFQ, José de Ribamar Oliveira Filho, enfatizou a importância da regulação do setor químico e do gás natural como forma de impulsionar a indústria brasileira. Ele apontou que nós temos a matriz energética mais limpa do mundo, sendo 82% dela limpa, e assim como Brasil tem tomado as medidas necessárias para garantir os objetivos propostos, é necessário que os demais países também cumpram com o seu papel.

Representando o Sistema CFQ/CRQs, também estiveram presentes Antônio Lannes, assessor de Relações Institucionais e Governamentais do CFQ; Rafael Almada, conselheiro federal e membro da diretoria do CFQ; Gilson Mascarenhas, presidente do Conselho Regional de Química da 14ª Região (CRQ XIV – AM, AC, RO, RR) e coordenador do Comitê de Relações Institucionais e Governamentais (CRIG); Raquel Lima, presidente do Conselho Regional de Química da 19ª Região (CRQ XIX – PB) e coordenadora do Comitê Permanente de Relações Institucionais (Copresi); Wagner Pederzoli, presidente do Conselho Regional de Química da 2ª Região (CRQ II-MG); Alexandre Vaz Castro, presidente do Conselho Regional de Química da 21ª Região (CRQ XXI – ES), e José Ribamar Cabral Lopes, presidente do Conselho Regional de Química da 11ª Região (CRQ XI-MA).

Dentre os parlamentares presentes, estiveram o deputado Afonso Motta (PDT), presidente da Frente Parlamentar da Química, além de deputados como Júlio Lopes (PP), Flávio Rodrigues Nogueira (PT), Daniel Almeida (PCdoB), Alceu Moreira (MDB) e Reimont (PT). O evento também contou com a participação de Symone Araújo, diretora executiva da ANP.

                                                                        

                                                                                                                                                                                                                                      Com informações do Conselho Federal de Química

Compartilhar