Marca do CRQ para impressão
Disponível em <https://crqsp.org.br/rio-recebe-o-35o-congresso-latino-americano-de-quimica/>.
Acesso em 13/04/2024 às 19h21.

Rio recebe o 35º Congresso Latino-Americano de Química

Rio recebe o 35º Congresso Latino-Americano de Química

17 de novembro de 2022, às 12h07 - Tempo de leitura aproximado: 2 minutos

Começaram segunda-feira e vão até amanhã o 35º Congresso Latino-Americano de Química (CLAQ 2022) e o 61º Congresso Brasileiro de Química (CBQ 2022). Os encontros ocorrem no Hotel Windsor Florida, na cidade do Rio de Janeiro (RJ). O Conselho Federal de Química (CFQ) é um dos patrocinadores dos eventos. O CRQ-IV esteve representado na abertura dos trabalhos por seu superintendente, Wagner Contrera Lopes, que também é conselho federal.

Ambos os congressos são organizados pela Associação Brasileira de Química (ABQ), que este ano comemora 100 anos de existência. Como homenagem, Jorge Cardoso Messeder, presidente da ABQ, recebeu das mãos do representante da Federação Latino-Americana de Associações Químicas (FLAQ), Harold Barrantes, um troféu simbolizando a “lâmpada da sabedoria”.

Conselheiro Newton Battastini

O conselheiro federal Newton Battastini afirmou sentir-se “muito honrado” com a tarefa de representar o Sistema CFQ/CRQs no Rio de Janeiro. “Na prática, somos responsáveis por suprir as necessidades de 215 milhões de brasileiros que consomem produtos ligados à Química a partir do trabalho dos profissionais do setor. É um privilégio compartilhar esse momento e é sempre uma honra por ocasião dos Congressos, que são por si só um momento muito especial para todos aqueles que fazem da Química um objeto de estudo, paixão e um modo de vida.”

Battastini acrescentou, ainda, a importância do empreendedorismo na Química, que, segundo ele, é uma forma de incentivar especialmente os mais jovens “a trilharem o caminho do conhecimento”. “Sou empreendedor da Química e um entusiasta entre a Ciência e sua aplicação. Só ela amplifica nossa capacidade de mudar o mundo”, disse.

Mulheres – A 2ª edição do Prêmio Mulheres Latino-americanas na Química foi incluída ontem (16) na programação do 35º CLAQ 2022. A brasileira Juliane Pereira dos Santos, da Oxiteno, foi escolhida como Líder na Indústria, categoria que reconhece as mulheres que trabalham na indústria química, farmacêutica ou de biotecnologia, cujas pesquisas e inovações levaram a descobertas que contribuíram para o sucesso comercial e, portanto, beneficiaram a sociedade. Pesquisadora sênior da companhia, Juliane tem Bacharelado em Química pela Unesp de Araraquara, Mestrado em Físico-Química pela USP, Doutorado em Química também pela USP e Pós-doutorado em Síntese, Estrutura e Propriedades de Látexes Polímericos pela Unicamp. Outras duas brasileiras receberam menções honrosas: Ana Paula Teixeira, da UFMG, e Márcia Khalil, da Petrobras.

Também foram contempladas a mexicana Monica Lizeth Chavez Gonzalez, da Universidade Autônoma de Coahuila, na categoria Líder Emergente, e a colombiana Elena Stashenko, da Universidade Industrial de Santander, na categoria Líder Acadêmica.

Cada vencedora recebeu um prêmio em dinheiro de US$ 2 mil, um ano de acesso ao SciFinder, um ano de associação à ACS, inscrição gratuita em um curso pela Sociedade Americana de Química e um certificado.

 

Com informações do CFQ e da Abiquim

 

Compartilhar