Marca do CRQ para impressão
Disponível em <https://crqsp.org.br/live-falou-sobre-as-tecnicas-de-amostragem-e-preparo-de-amostras/>.
Acesso em 24/05/2024 às 12h41.

Live abordou técnicas de amostragem e preparo de amostras

Live abordou técnicas de amostragem e preparo de amostras

Tema foi apresentado por duas especialistas na área, integrantes da Comissão Técnica de Serviços Laboratoriais do Conselho

19 de abril de 2024, às 16h50 - Tempo de leitura aproximado: 3 minutos

As etapas críticas das técnicas de amostragem e o preparo de amostras foram os temas discutidos na live que a Comissão Técnica de Serviços Laboratoriais do CRQ-IV/SP realizou nesta sexta-feira, 19.

A primeira palestrante da tarde foi Dilcelli Soares Moura, mestre em Química pela Universidade de São Paulo (USP), com mais de 15 anos de experiência na área. Segundo ela, o ponto de partida para garantir uma amostragem representativa deve ser a elaboração de um bom plano de amostragem.

 

 

Nele devem estar claramente definidos os objetivos da amostra, frequência de controle, os locais de amostragem, a metodologia de coleta, entre outras informações cruciais para que se possa executar o trabalho em campo de forma correta e em condições compatíveis com a análise que será feita posteriormente.

A nova versão do Guia Nacional de Coleta e Preservação de Amostras, recentemente disponibilizado na versão digital, e a Norma ISO 17025:2017, que trata sobre a importância da qualidade dos ensaios analíticos, foram mencionados pela palestrante como boas fontes de informação sobre o tema.

Dilcelli falou ainda sobre as principais características e condições de execução da coleta em águas subterrâneas, efluentes, resíduos, solo e ar, relatando brevemente como acontece o processo em cada uma delas. Em certos casos, alguns parâmetros devem ser medidos durante a própria coleta pois não podem ser preservados para análise posterior, como pH, temperatura, oxigênio dissolvido e outros.

Por fim, a especialista apresentou as técnicas de preservação para garantir a qualidade da amostra, como o uso preservantes químicos e temperatura adequada, entre outros.

Roseli Fernandes Gennari, doutora em Química Analítica pela USP e que atua como pesquisadora no Instituto de Física daquela universidade, falou em seguida. Segundo ela, não existe um padrão de coleta que se adeque a todos os tipos de amostras.

A sequência analítica abrange diversas etapas e varia de acordo com o tipo e objetivo da amostra, indo desde a escolha de um método, amostragem, preparação da amostra, calibração e medidas, cálculo dos resultados, avaliação e ação. Além de oferecer um planejamento prévio, ela reduz a chance de perda dos analitos de interesse, contaminação ou interferência na amostra.

Roseli ressaltou que, segundo a União Internacional de Química Pura e Aplicada (IUPAC), o termo “amostra” deve se referir apenas à coleta feita em campo. A partir do momento que é feita qualquer manipulação, ela deve ser chamada de “subamostra”. Ao ser entregue no laboratório ela se torna uma “amostra laboratorial”. O material que foi pesado ou selecionado para análise, por sua vez, é chamado de “porção amostrada” ou “alíquota” .

A especialista alerta que a composição química dos acessórios que serão utilizados na análise ou armazenamento da amostra também deve ser considerada a fim de evitar contaminação cruzada. Manipular a amostra por muito tempo também não é uma boa prática, podendo gerar alterações físico-químicas ou perda de elementos por volatilização, por exemplo.

 

 

E como saber se o procedimento utilizado para a obtenção da amostra teste foi executado corretamente? Roseli explica que, entre outros pontos, ele deve ser capaz de dissolver a amostra completamente, sem deixar resíduos; os reagentes utilizados não devem ter contaminado a amostra; e a solução final deve conter todos os analitos de interesse.

Por fim, a palestrante apresentou os prós e contras de aparelhos utilizados na decomposição das amostras, como o micro-ondas com cavidades, micro-ondas focalizado e ultrassons.

Para saber mais sobre as técnicas de amostragem e o preparo de amostras assista a live na íntegra. Ela segue disponível em nosso canal no YouTube. Acesse aqui.

Compartilhar