Marca do CRQ para impressão
Disponível em <https://crqsp.org.br/ipen-comemora-67-anos-de-fundacao/>.
Acesso em 18/05/2024 às 18h49.

Instituto de Pesquisas Energéticas comemora 67 anos de fundação

Instituto de Pesquisas Energéticas comemora 67 anos de fundação

Data será marcada pela inauguração de novas unidades de pesquisa

30 de agosto de 2023, às 10h39 - Tempo de leitura aproximado: 1 minuto

Uma programação intensa de atividades marca o mês de aniversário do Ipen. Inaugurações de importantes instalações na área do ciclo do combustível nuclear e na pesquisa de novos radiofármacos para a medicina. O programa  de comemorações foi iniciado no dia 18, com o lançamento do livro  O IPEN e a Economia do Hidrogênio, organizado por Marcelo Linardi, Pesquisador Emérito do IPEN e diretor de Pesquisa, Desenvolvimento e Ensino do Instituto no período de 2013 a 2019.

O Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen) foi fundado em 1956 por meio de um convênio entre o Conselho Nacional de Pesquisas, atual Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e a Universidade de São Paulo (USP). Para celebrar seus 67 anos , o instituto programou para amanhã, dia 31, às 10h, uma sessão solene em seu auditório para anunciar os ganhadores do Prêmio Shigueo Watanabe de Melhor Tese Ipen/USP, do Prêmio IPEN de Inovação Tecnológica e a outorga do título de Pesquisador Emérito. Homenagens aos servidores com mais de 45 anos de trabalhos prestados em prol do desenvolvimento científico e tecnológico nacional fazem parte da programação. Participarão do evento autoridades de instituições federais e estaduais parceiras das conquistas institucionais ao longo das últimas seis décadas.

Hoje, dia 30, serão inauguradas as instalações da Unidade Integrada de Fabricação de Elementos Combustíveis no Centro do Combustível Nuclear (CECON).

Em 1º de setembro, o Ipen inaugurará, no, no Centro de Radiofarmácia (CECRF), o Laboratório de Investigação e Produção de Lotes Piloto de Radiofármacos, instalação que teve financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). O novo laboratório permitirá o início de ensaios clínicos de novos radiofármacos para utilização em medicina nuclear.

 

Com informações do Ipen

Compartilhar