Marca do CRQ para impressão
Disponível em <https://crqsp.org.br/e-book-aborda-nova-estrategia-para-o-ensino-da-quimica/>.
Acesso em 23/05/2024 às 05h18.

E- book aborda nova estratégia para o ensino da química

E- book aborda nova estratégia para o ensino da química

Trabalho foi elaborado por pesquisadoras do IQ da USP de São Carlos

15 de março de 2023, às 17h24 - Tempo de leitura aproximado: 2 minutos

E-book traz estudos de caso para aplicação em sala de aula – Arte sobre foto/Pexels/Jornal da USP

Uma nova estratégia de ensino da disciplina de química é difundida pelo e-book gratuito Estudos de caso: abordagem para o ensino de química, organizado por Salete Linhares Queiroz, professora do Instituto de Química de São Carlos (IQSC) da USP, e Carolina Sotério, Bacharela em Química pela USP e especialista em Jornalismo Científico pela Unicamp. A obra compila dez casos, contados em forma de narrativa, que discutem conteúdos didáticos, no intuito de conectar os conceitos científicos com questões do cotidiano humano. Pensado para atender às demandas de professores e potencializar a docência e o aprendizado, o material pode ser baixado gratuitamente neste link.

A organização do livro destaca a preocupação social e política da obra, que procura desenvolver o ensino aliado a uma reflexão crítica dos assuntos apresentados. As temáticas incluídas perpassam a contaminação ambiental, efeitos na saúde decorrentes da fabricação de espumas, falsificação de dinheiro e os cristais líquidos, e vão até a história e cultura afro-brasileira e indígena. Todas são trabalhadas por meio da construção de contextos diversos, para fortalecer a resolução de problemas, a argumentação, a comunicação, a colaboração entre pares, entre outras, como pontuam os organizadores.

Os capítulos agregam dilemas e problemas relativos à disciplina de química e, junto a eles, apontamentos didáticos, características dos casos narrados, fontes de inspiração, possíveis soluções e conteúdos de química recorrentes. Toda a obra é direcionada para facilitar a aplicação do método de estudo de caso pelos professores, e também promover uma forma de ensino que priorize o desenvolvimento de habilidades e pensamentos críticos pelos estudantes.

Um dos casos, “Esmaltes pintam a unha e o meio ambiente”, feito por Anabel Kovacs, Luís Felipe Exner e Miqueias Silva de Lima, trata do descarte inadequado de esmaltes e das responsabilidades socioambientais de microempreendedores. Os autores utilizam na narrativa dados que mostram que o Brasil destaca-se na produção e venda de esmaltes. “O mercado está sempre se transformando e as pessoas consomem as novidades antes mesmo de usar as unidades que já possuem. Adicionalmente, em 2021, foram formalizadas mais de 3,9 milhões de microempresas por meio de registro de Microempreendedores Individuais (MEI), um número 19,8% maior que em 2020. Cabeleireiros, manicures e pedicures correspondem a uma grande parcela desses novos registros, totalizando 134 mil novos MEI no ramo, em 2021”, informam, acrescentando que ainda não há legislação vigente sobre o descarte de esmaltes, somente sobre o descarte de materiais como espátulas e higienização de toalhas.

Clique aqui para ler a íntegra da reportagem publicada pelo Jornal da USP.

Compartilhar