Marca do CRQ para impressão
Disponível em <https://crqsp.org.br/cores-e-aromas-da-primavera/>.
Acesso em 18/05/2024 às 20h07.

Cores e aromas da primavera

Cores e aromas da primavera

Foto: Alan W. Meerow/USDA

 

A primavera é para muitos a estação mais esperada do ano, pelo final do inverno com suas temperaturas mais frias, pelas noites menores, pelo desabrochar das flores.

É o tempo do desabrochar de avencas, azaleias, crisântemos, gerberas, girassóis, lírios, margaridas, orquídeas, tulipas, verbenas entre outras centenas de belíssimos espécimes presentes na flora nacional.

Nos frutos, é o tempo de colher abacaxis perfumados, amoras que nascem nas praças e terrenos que tingem o solo, caju, coco, cupuaçu, jabuticaba, maracujá, mexerica, pêssego e pitanga.

 Como o slogan pretendido para a seção é “Tudo é química”, nada melhor do que iniciar a série com um texto exaltando a beleza da primavera com o melhor que nela existe – o colorido das flores e frutos e a química que é a responsável por toda esta beleza.

 

Foto: Scott Bauer, USDA

 

No reino vegetal, os principais componentes responsáveis pelas cores, aromas das flores e da atração de polinizadores nos frutos são os flavonoides, uma importante classe de produtos com estrutura polifenólica, promotores de efeitos de saúde e componentes indispensáveis à indústria nutracêutica, farmacêutica, medicinal e cosmética.

Flavonoides são moléculas com estrutura básica de 15 carbonos distribuídos em dois anéis aromáticos (A e B) interligados via carbono heterocíclico do pirano, que pode conter um grupo carbonila, denominado anel C. A posição B do anel é a base para diferenciar a classe dos flavonoides e a posição 3, a subclasse dos flavonoides, conforme Figura 1. Os subgrupos são flavonas, flavonóis, flavanonas, flavanonóis, flavanóis ou catequinas, antocianinas e chalconas. (Flavonoids_an_overview e Làszlò).

Figura 1: molécula esquemática do flavonoide (Perguntas mais frequentes sobre flavonoides)

 

Os flavonoides protegem as plantas de estresses bióticos e abióticos, age como filtro de radiação UV, atuam contra a robustez das geadas, resistência às secas e podem desempenhar um papel funcional na aclimatação do calor da planta e tolerância ao congelamento.

Existem aproximadamente 6000 tipos de flavonoides que contribuem para os pigmentos coloridos das frutas, ervas vegetais e plantas medicinais. (Flavonoids_an_overview)

Tão essencial às flores, os flavonoides também são essenciais à saúde humana, principalmente por sua capacidade antioxidante, desempenhando ação protetora efetiva contra os processos oxidativos que naturalmente ocorrem no organismo. Eles atuam na prevenção de doenças cardiovasculares, inflamatórias, diabetes, doenças neuro degenerativas como Alzheimer, Parkinson, Huntington, entre outras (Perguntas mais frequentes…)

A química está em tudo e em todos os lugares. Agora quando olharmos para as lindas flores da primavera, além da beleza das cores, veremos também os flavonoides presentes nos seus pigmentos.

 

 

Texto produzido por Catarina Sandor
Química e integrante da Comissão Técnica de Divulgação do CRQ-IV/SP

 

Referências

https://www.gazetadopovo.com.br/haus/paisagismo-jardinagem/aposte-nas-especies-que-florescem-na-primavera-para-colorir-o-jardim/ Acesso em 15ago23

https://organis.org.br/as-frutas-de-cada-estacao/#:~:text=Na%20primavera%2C%20temos%20abacaxi%2C%20acerola,%2C%20mexerica%2C%20p%C3%AAssego%20e%20pitanga. Acesso em 15ago23

 

 

 

Compartilhar