Marca do CRQ para impressão
Disponível em <https://crqsp.org.br/acidentes-em-industrias-quimicas-deixam-um-morto-e-varios-feridos/>.
Acesso em 23/05/2024 às 06h00.

Acidentes em indústrias químicas deixam um morto e vários feridos

Acidentes em indústrias químicas deixam um morto e vários feridos

Conselho apurará eventuais responsabilidades

23 de junho de 2023, às 10h12 - Tempo de leitura aproximado: 2 minutos

Dois graves acidentes em indústrias químicas paulistas foram registrados na manhã de quinta-feira, 22 de junho.

A explosão de uma caldeira em uma fábrica de resinas deixou cinco pessoas feridas em Várzea Paulista, no interior de São Paulo e assustou os moradores de ruas próximas. A explosão lançou destroços no ar e provocou um incêndio de grandes proporções, que foi contido em seguida.

Horas depois, o incêndio em um tanque de gasolina que passava por manutenção na unidade da Braskem do Polo Petroquímico de Capuava, em Santo André, causou a morte de um funcionário da empresa terceirizada que trabalhava no equipamento e deixou seis feridos, alguns com queimaduras graves. Nos dois casos, o Corpo de Bombeiros foi acionado e controlou as chamas.

De acordo com a Gerência de Fiscalização do CRQ-IV/SP, as duas empresas estão regularmente registradas no Conselho e possuem profissionais da química como responsáveis técnicos. Na próxima semana o CRQ-IV/SP enviará fiscais para visitarem as unidades atingidas com o objetivo de verificar a segurança dos processos desenvolvidos. O objetivo da vistoria é levantar as causas e os envolvidos nos acidentes.

Várzea Paulista

Explosão em caldeira causou incêndio em fábrica de resinas- Reprodução Ag. Brasil 

                      

O incêndio em Várzea Paulista atingiu a empresa Coldemar Resinas Sintéticas Ltda, no bairro Vila Leire. A explosão de uma caldeira seguida de incêndio destruiu a fábrica, que foi interditada pela Defesa Civil, e assustou os moradores do entorno. Eles relataram que o impacto da explosão fez as casas tremerem e destroços foram lançados para o alto. Uma grande coluna de fumaça foi avistada sobre o local.

A prefeitura de Várzea Paulista anunciou que fará uma perícia na fábrica e que a empresa ficará interditada até o final da investigação. Técnicos da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) periciaram o local e informaram que a fábrica está com sua licença de operação em dia.

Dos cinco feridos, um está em estado grave, com queimaduras em 40% do corpo, outro teve fratura nos pés e está hospitalizado e três foram encaminhados a hospitais da região logo após o acidente e já tiveram alta.

Polo petroquímico

 


Vídeo: Sindicato dos Químicos do ABC

A Braskem S.A. informou que o incêndio de quinta-feira ocorreu em uma de suas unidades industriais no Polo petroquímico do Grande ABC num tanque que passava por manutenção a cargo de uma empresa terceirizada. A brigada de incêndio e viaturas do Corpo de Bombeiros foram acionadas e controlaram o incêndio na sequência. Seis funcionários ficaram feridos e um morreu.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, duas pessoas foram atendidas pelo ambulatório da empresa com contusões e duas tinham queimaduras em 90% do corpo.

A empresa divulgou uma nota lamentando o acidente e prestando solidariedade às vítimas e suas famílias. A Braskem informou que está investigando as causas do acidente.

 

                                                                                                                                                                                                                                                                      Com informações da Agência Brasil e G-1

Compartilhar